A história de Nicodemos

João 3:1 a 7

Nos tempos de Jesus, quando esteve aqui na terra, existiu um homem chamado Nicodemos. Ele era um dos principais dos judeus. Era considerado “Mestre em Israel”. Tinha um grande conhecimento da Bíblia e freqüentava a igreja (a Sinagoga, como era chamada naquela época). Era um dos doutores da Lei.

Foi justamente para esse homem que Jesus disse: “importa-vos nascer de novo.” João 3: 1 a 7.

É claro que o Senhor Jesus não estava falando de um segundo nascimento físico, mas sim, de um nascimento espiritual, pelo qual o homem recebe um novo coração com uma nova natureza. Isso vem de cima, do céu. É obra do Espírito Santo. Portanto não é uma operação que uma pessoa pode fazer para si mesma. Que os homens maus precisam de regeneração ninguém duvida, nem eles mesmos. Mas neste mundo há muita gente boa, de vida correta e até religiosa, que não compreende que também precisa nascer de novo. Essa gente não reconhece que tudo isso é da justiça humana e não nos justifica diante de Deus. Não somos salvos pela nossa vida correta, mas pela morte do Salvador; não por obras nossas, mas por sua obra no calvário; não por qualquer coisa que nós podemos fazer, mas por aquilo que Ele já fez.

As pessoas que confiam nas suas vidas corretas, nas suas próprias obras, ou na sua religião, não se sentem perdidas, e assim não sentem a necessidade de arrependimento e julgam que não precisam do novo nascimento. Não compreendem que um bom exterior não é suficiente. É preciso um novo interior.

As Escrituras Sagradas nos ensinam que “Todos pecaram e necessitam da glória de Deus.” Romanos 3:23

Esse alerta do Senhor Jesus é tanto para os religiosos como para os pródigos deste mundo:

“Necessário vos é nascer de novo.” João 3:7.

3 comentários:

Anônimo disse...

gosteiii,bem resumido... que as pessoa que entrarem neste site, possa ser tocados através destas palavras........

sua moda' disse...

gostei muito!... me ajudou bastante est5ava procurando alguma coisa asim para falar pro meu vô! parabens

Anônimo disse...

sou de outro ministerio. e como dou aula infatil na escola dominical presizava-me atualizar melhor sobre a historia de nicodemo sou grada pelo seu incinamento paz.